quinta-feira, 7 de julho de 2011

And you know it's a Lion's heart.

Eu tinha esquecido da beleza que pode ser compartilhar numa amizade. E a graça é que eu lembrei disso graças a um daqueles amigos que nunca se sabe se são amigos. Aquelas pessoas que você tem extrema admiração e bem querer mas não sabem quase nada sobre você e vice-versa. Mas tem aquilo que se sabe e se admira. Seja um gosto em comum por bandas, ou conversas esporádicas que fazem bem, seja acompanhar vídeos na internet, saber que a pessoa está sempre por ali, mas talvez mesmo pela admiração (admiração trás receio de não ser bem aceito) ou por achar que não se terá o que dizer sem parecer deslumbrada o tempo todo a gente deixa a amizade pro tal futuro abstrato.
Eu tenho um problema grave a respeito em ser linear e seguir pensamentos, é que eu sempre penso que estou perdendo algo de outra coisa. Sabem?
Um dos meus maiores medos é não ter assunto, então minha vida é basicamente uma tentativa de recolher fragmentos que possam tornar uma conversa interessante ou divertida. Não que eu seja lá muito bem sucedida na coisa, mas eu tento, estou sempre tentando.
Tem coisas que eu não quero nunca contar pra ninguém, eu deveria nunca contar nada, mas isso faria de mim uma pessoa pouco interessante. Tenho encontrado mais coisas externas pra entreter, não acho mais legal usar minhas angústias pra fazer as pessoas morrerem de rir ou se sentirem bem com elas mesmas, não é como se fosse uma profissão ou uma obrigação.
Eu tenho o direito de ser desinteressante;

Não é que eu queira de volta, eu só sinto saudade do que sequer aconteceu, eu só acho que em outro momento teria deixado tantas boas lembranças, tantos sorrisos e carinho de verdade. Acho que em outro momento daria pra ser tão feliz sem nenhuma culpa. Eu acho estranha a maneira como a vida correu. Mas que bom. Gosto do jeito que ela está.
Se a gente fala muito sobre algo a tal coisa vai gastanto, por isso eu não vou falar mais, sobre nada, nada que eu ame de verdade.
Então é isso, beijos, tchau.

2 comentários:

(veoOboro) disse...

Eu tenho o direito de ser desinteressante ²

Kennedy Lucas disse...

Nós temos esse direito!