quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

John, I'm only dancing..

E de qualquer forma não gosto de explicações. Eu estou aqui e você diz que eu devia parar de fazer todas essas coisas que eu tenho vontade de fazer e por quê? Você diz que eu não sou assim e eu te pergunto se uma pessoa pode ser o que ri de, pode? Pode, John? Eu só estou dançando e você com essa cara de rabugento, me olhando repressor. John, sabia que nem meu pai jamais foi assim chato ou super protetor? Eu te pergunto e você diz que deve ser por isso que eu me porto dessa forma, que forma, John? E você nem sabe me responder. John, em que momento de nossas vidas você ficou assim e por quê? Eu só estou me divertindo, John, deixa as luzes piscarem porque somos tão novos, somos diferentes e melhores que todos eles você me diz e eu me pergunto se isso será verdade. Eu costumava acreditar que sim mas hoje em dia acho que nós dois éramos Johns e agora eu faço parte dos outros, dos menos, dos que se divertem. Eu quero que você venha junto, dança comigo, John? Mas você só vem pra me cobrir, me abraçar e envergonhar-me. John, eu te contei meu sonho de hoje? Sério você responde que sim e que não quer saber dessas coisas.. Eu acho uma pena tão grande e volto pra casa porque, John, independente de tudo eu não te largo porque você sou eu, então vamos voltar, cuida de mim, me ajuda a trocar de roupa, me coloca o pijama e penteia meus cabelos, eu vou dormir no seu colo enquanto você chora baixinho, mas amanhã você vai ficar feliz, porque acordarei sem ressaca, andaremos sorrindo de mãos dadas e eu estarei com aquele vestido comprido que você tanto adora e dormiremos cedo, sem outros corpos entre nós ou outras línguas em minha garganta.. não haverá álcool ou cigarros e passarei um dia inteiro como você quer que eu passe a vida.

10 comentários:

Fabiele Penco disse...

Onde tem conversas insanas, fale álcool, cigarros...me interesso!!!

Mandou bem.

jefhcardoso disse...

Olá! Com licença; sou Jeferson, um homem comum que gosta de escrever. Quando tenho um tempo saio em visitas a blogs, seguindo sempre a seta que aparece no auto da pagina inicial (próximo blog>>). Posso afirmar que é uma experiência “deliciante”.
Quando encontro um blog bem legal como o seu eu posto um comentário e deixo o convite para que conheçam o http://jefhcardoso.blogspot.com . Recomendo em especial os poemas e os contos de minha sessão em preto e branco, que data de novembro de 2009.

Parabéns por seu blog e desculpe a intromissão.
Abraço: Jefhcardoso>>de blog em blog.

jefhcardoso disse...

É. Ninguém é de fato perfeito. John opressor e rabugento, mas ainda assim conquistou algo nela e a conseguiu levar para o seu mundo e pelo menos hoje John a anula, a sufoca, a estrangula e ela gosta.

Parabéns por seu texto. Obrigado por sua visita. Até a vista.

Jefhcardoso.

Mais um imundo no mundo impuro. disse...

John, por que você faz assim? Será que não gosta mais de mim? Ou será que gosta por demais?

IsabelleC. disse...

imagino que john nao seja outra pessoa. imagino, também, que john é uma parte desse eu.
e essas partes, por ironia das diferenças, se enfrentam, se enfrentam e no fim, são apenas um.

Katrina disse...

E porque uma noite não pode ser uma vida inteira?

Jorge Oliveira disse...

A vida é feita de explicações.
To viciando nos teus textos heim.

ps: eu te mando o convite pro blog sim. só me confirma teu email?
bjs!

Caio Delcolli. disse...

Eu, por minha vez, interesso-me por citações de David Bowie, meu cantor predileto.

Quebrou tudo nesse post, hein? Deu pra sentir um peso no estômago.

Erica Vittorazzi disse...

Jonh gosta de você, por isso ele se comporta assim...

Bia Ferreira disse...

desça do céu John...