quarta-feira, 1 de abril de 2009

Nada pessoal.

Desculpa, mas, nunca foi nada pessoal. Não era você, era alguém. Alguém que me mimava, afagava meus cabelos e dizia que era meu. Você nunca foi importante ou especial, não me interessava se sua cor favorita era vermelho, se você gostava mais de ver estrelas ou nuvens e se gostava ou não de coca-cola, essas coisas nunca fizeram diferença pra mim, porque não era você e sim o que você representava. Desculpa se te dói ler isso, desculpa se poderia ter sido qualquer outro, desculpa se eu fazia questão de te fazer acreditar no contrário, é que se não fosse assim perdia a emoção. Se não fosse assim nem da sua parte haveria amor e, sinceramente, já era falso o bastante. Mas quero deixar claro que minha dor foi real, eu chorei escondida no quarto e escrachada na aula quanto tudo acabou, mas acho que você já entendeu que não foi por você que lamentei. Fiz um novo corte de cabelo e tenho mais a dizer sobre ele e como ele me faz sentir do que teria se fosse a seu respeito.

4 comentários:

Jenny disse...

.Forte.Morte.Corte.Sorte.

Mas ééé bem por aí mesmo.

Beijão.

verificação :objmzzl oiq ? ^^

Caio D. disse...

Quebrou tudo.

;D

Ferdi disse...

QUE LEGAL ESSA SEQUENCIA DE PALAVRAS!
Estou com saudade, Jennin!
Beem por aqui.

hahahaha, a minha é "preak" tipo uma pessoa com a língua piguesa falando "break", q

hê, tudo real. acontece.

Beijo, beijo, pros dois. ^^

Rodox disse...

Eu sempre digo q quando choro por alguem nunk é por ela e sim por mim mesmo. Isso ai quando nao vale a pena é perda de tempo e de sentimentos. Isso aee Ferdi! Quero você inteira e minha metade de volta.