quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Esse filme poderia se chamar "Filhos de Marx e da Coca-Cola".

"De Janeiro a Março continuei realizando pesquisas de opinião. Aspiradores de pó vendem? Você gosta de queijo em tubo? Você costuma ler? O que é um arcabouço? Gosta de poesia? Jogos de Inverno? Minissaias? Como reage ante acidentes? Se seu namorado a deixasse por uma negra, você se importaria? Você sabia que existe fome na Índia? O que é um comunista? Prefere pílulas para evitar a gravidez ou usa algo na sua vagina? Onde você mora? Quanto ganha por mês? Por que as socialites são mais frígidas que as operárias? Sabe da guerra que está havendo entre o Iraque e os Curdos? Ao longo desses três meses, fui percebendo que aquelas perguntas, ao invés de refletirem, deturpavam a mentalidade coletiva. Minha falta de objetividade, até quando era involuntária, tendia a provocar previsivelmente respostas falsas dos interrogados. Sem querer, eu os enganava e era enganado por eles. Por quê? Talvez porque as pesquisas de opinião logo desviam do seu verdadeiro objetivo, a observação do comportamento, para enveredarem, traiçoeiramente, por juízos de valor. Descobri que as perguntas que eu fazia ao cidadão francês expressavam uma ideologia, que refletia não os costumes atuais, mas os passados. Eu deveria estar alerta. Alguns conceitos aleatórios serviam-me de referência: 'O filósofo posiciona sua consciência contra a opinião.' 'Ter uma consciência é estar aberto para o mundo.' 'Ter fé é agir como se o tempo não existisse.' 'A sabedoria é a capacidade de compreender a vida. Isso é a sabedoria.'" Feminino Masculino, Godard.

3 comentários:

Jenny Souza disse...

'A sabedoria é a capacidade de compreender a vida. Isso é a sabedoria.'

Godard, mude-se pra São Paulo !! Eu ordeno. :)

Ferdi disse...

MUDE-SE! E me chama pra atuar num filme teu.
Te amo, bjs

Ádam Blavatisky disse...

MUDE JÁ! E me chama pra atuar num filme teu, e me arranja um cantinho lá no teu cafofo.