quinta-feira, 4 de junho de 2009

Pimentas & Ácidos.

- Por favor, é uma delícia. - Você é doente, é o sexto. - E nem é o com melequinha. - Eu lembro do da mele.. - E tinha um salzinho por fora. - Éééé.. - Você promete que se achar guarda pra mim? - Num pedestal. - Vou guardar esse. - Guarda num pedestal também, com uma plaquinha em cima "para emergências". - Eu sou viciada. - Não nos veremos por vinte anos e eu guardarei num pedestal, com a placa "Para Letícia, afaste-se", mas escrito com letras cautelosas e esquivas. Então eu vou esperar por toda a vida a te entregar, até receber a notícia da tua morte, morte essa que conservou a beleza intácta, morta e linda, linda como eu não consigo descrever. Então eu vou no seu enterro, não derramarei nenhuma lágrima porque a dor será mais forte que essa possibilidade, então, com um gesto desesperado e a procura de que ninguém visse eu te colocaria o chiclete na boca, você espumaria, todo mundo se indagaria e eu dissimularia. Você ressuscitava, a gente casava, mudava pro campo e abria uma loja "Chicletes & Ácidos" e depois você viveria até perder a beleza e quando isso acontecesse por completo eu te deixaria, ia embora com um pote de geléia de morango nas mãos, você não ia reparar, estaria mascando chiclete de pimenta, dez vezes mais forte do que esse.. - Tinha uma loja em Anastácio que só vendia chiclete de Pimenta, de todos os níveis, daí fechou e eu fiquei chateada. - Hum.. - Ficava em cima do Shopping. - Acontece.. - Mas eu fiquei chateada. - Você é doente!

5 comentários:

Jenny disse...

Que esse texto fosse 3 vezes mais longo que esse, eu o leria e me divertiria como fiz agora, adoro coisas desconexas e tudo, e coisas infinitas, você entende.

Você, a Lucy e o Dimi poderiam escrever assim por três dias seguidos e eu leria tudo, papo sério, sempre. :)

Um beijão querida, querida.

Marcus disse...

Ué? Apagou a "resenha crítica" porque? Ficou com vergonha? rs

Luis disse...

Chiclete de Pimenta!
Eu lembro que eu roubava chicletes ardidos na banca perto de casa quando eu era pequeno...

Ferdi disse...

:DDDDDDDDDDD
Obrigada, Jenin!
Que grande elogio ficar do lado de tão ilustres figuras <3

Não, Marcus, não tenho vergonha de nada que escrevo.

Apaguei porque escrevi pra apagar.
Só usei o blog porque meu word é incompatível com o das minhas caras colegas do teatro. (:
Não que isso seja da sua conta, mas só pra deixar claro que você jamais teria essa importância.

Eu só compro esses chicletes na praia, é uma total tortura, eu detesto.
Mas acho que ir pra praia é todo um ritual de tortura, fico pensando nas coisas que faço por lá e cada vez me convenço mais: praia = dor.

154 beijos pra Jennin e pro Luis querido. :*

Marcus disse...

Acho tão legal quando faz questão de dizer que minha opinião não é importante enquanto tenta se justificar para mim...rs

Vocês são tão contaditórias que lhes cutucar virou um hobby pra mim...hauahuahuahuaha
Só pra ver qual será o próximo argumento e tal....hauahhahauaua