quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Hetero enrrustida.

[...] - Ninguém é totalmente hétero. - Não mesmo. - Acho que existem tonalidades, mas nunca um hétero absoluto. - Totalmente, eu não sou nem um pouco hétero, aliás.. eu sou lésbica, sabia? *insira histórias de tentativas frustradas de convencer sobre lesbianismo* [...] *insira aqui alguns sonhos relatados* - Desculpa, mas você não é lésbica. - Nem um pouquinho? - Nem se você tentar. - Sério? Mas assim.. não há nenhuma esperança? - Desculpa, não. Sabe? Você está sempre a deixar garotas pra fora e seguir no metrô sorrindo, ou desfazer seu namoro de anos com um gesto de mão pra em seguida namorar um garoto. - Então por que eu só gosto de gays? - Você só gosta de impossibilidades. Se é impossível, você gosta. - Mas.. mas.. - Você não consegue acreditar na felicidade de um casal hétero? Qual o preconceito contra hétero? - Ah, sabe, eles só são.. chatos. E sempre saem chorando. - Os gays também. - É nada, digo, sim, mas.. eles não são chatos quando juntos, eu poderia implantar um pênis? - Os implantes de pênis só são autorizados se for comprovado que seu hipotálamo é masculino. - Será que o meu não é? *cara de sem chances* - Droga! :( - E sem contar que os médicos nem chamam de pênis, ele não tem ereção, é chamado de canudo. - Canudo? Nossa, eu não quero ter um canudo! Mas.. quando a ciência estará evoluída o bastante pra solucionar problemas de pobres mocinhas como eu que só se apaixonam por homos? - Você não se apaixona só por homo, se apaixona por impossíveis. - E sabe de uma coisa? Eu sou super lésbica, é sério, acho mulheres lindas e umas delícias, ontem minha prima estava com um vestido que.. nossa.. eu pegaria, vou pegá-la um dia! - E ela tudo bem com isso? - Não sei mas.. Vou seduzí-la! - Viu? - O quê? - Você até não tem preconceitos, até realmente faria isso, mas não porque ela é mulher, porque será difícil. - Óh céus, que vida injusta. Como lidar? Como lidar?

3 comentários:

dirtyfastfood disse...

hahaha'
temgenteassimnomundo :p

Ferdi disse...

Sim, sim.. tipo eu.

Anônimo disse...

Eu tenho o péssimo hábito de me apaixonar pelos impossíveis. É que os héteros são chatos demais.