segunda-feira, 16 de março de 2009

Julia & Rodrigo, parte I.

Não era um cabelo comum. Uma longa catarata dourada, brilhante, macia, platinada e saudável. Não havia qualquer pessoa que a avistasse que conseguisse não olhar uma segunda vez, mesmo que com pressa, mesmo acompanhado, mesmo que tentasse resistir, era incontrolável. A garota às vezes pensava que se fosse só cabelo seria mais admirada, com seus traços angelicais - que denotavam tanto a infância quanto a uma mulher sedutora - e seu sorriso absolutamente estonteante, era de beleza tão exagerada que não tinha a mínima consciência disso. Ela era linda e não sabia. Ele era desengonçado. Tinha crescido demais nos últimos três anos, mas carregava consigo uma beleza displicente que jamais seu melhor amigo - que era também seu fã número um - conseguiria ter, por mais que tentasse. Era engraçadíssimo e sempre tinha garotas ao seu redor, não se interessava por nenhuma, com suas risadinhas irritantes e tentando seduzi-lo, acabavam por afastá-lo ainda mais. Pensava em uma garota que não conhecia, que a princípio não se interessaria por ele. E quando eles se conheceram ela, de fato, não se interessou. Amigos em comum. Ele era do Paraná, viera passar as férias em São Paulo, se encontraram na casa de um rapaz que sabia muito sobre filosofia e política e tinha um amor fora do comum por sua amiga, sua namorada compartilhava seu amor, o casal a adorava e queria que ela sempre estivesse feliz. Tiveram a idéia de apresentar os dois, achando que eles dariam certo, conversaram toda a noite, muito alegres, deram muitas risadas, ela pensou ter encontrado um ótimo novo amigo, ele pensou ter encontrado a mulher da vida dele. No dia que voltaria para o Paraná, ligou para ela, pedindo que fosse encontrá-lo e ela foi, adorava passear acompanhada de amigos onde quer que fosse e aquele menino era tão legal.. Chegando lá eles conversaram e conversaram, depois de um tempo ele tentou beijá-la e ela, mais que constrangida, foi embora pra casa. Ele chorou, pela primeira vez na vida, por causa de uma mulher, uma menina, pensou que tinha estragado tudo, mas não desistiu..

4 comentários:

Jenny disse...

Estarei aguardando ansiosa pela parte II :)

Ferdi disse...

Estarei pensando em algo pros dois, mas provavelmente eles morrerão no final de uma maneira bem horrorshow.

ass.: spoiler, oê :D

Jenny disse...

horroshow, isso ae, seria mais divertido, de fato.

ass: revoltada acho. ^^

Ferdi disse...

Vocês verão.

ass.: evil empire with lasers