quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

Há quem saiba viver vivido.

Coisas inusitadas acontecem, pessoas que não deveríamos acabamos conhecendo, situações mais bonitas impossíveis.
Viver faz bem!
Ter tudo que um ser humano necessita pra ser feliz, apesar de refletir um pouco a mais, um pouco às lágrimas.
Chegar a conclusão que até o choro é necessário pra felicidade e não o de alegria, chorar de tristeza sem por quê é bom e todo mundo faz, chorar deixa mais dócil.
Quem não chora é amargo, quem não chora é frio, quem não chora não sabe o que está perdendo..
Eu tenho uma amiga, ela tem cílios longos e voz meiga.
Tenho outra que tem a pele mais alva que já vi e as melhores lembranças guardo nela.
Eu tenho um amor platônico declarado, que tem olhos azuis como o céu da manhã de Atibaia, ele mora na minha cidade e o sorriso dele tem o poder de renovar minha vontade de viver.
Tenho uma amiga dos cabelos cacheados, casa florida e os melhores idiomas, além de ser minha compositora preferida.
Tenho um amigo que é muito bom pra mim, porque ele acha que eu sou boa com o mundo, ele fala de uma máfia comigo e está sempre a me fazer rir de gargalhar.
Eu tenho um pequeno irmão que eu amo até não poder mais, porque ele tem cabelo de cogumelo e olhar de quem sabe das coisas e me entende.
Eu tenho um professor que é muito mais que isso, ele é amigo, conselheiro, ele é um sábio e eu jamais vou esquecer o exemplo disciplinado e descontraido como ele sempre obtem bom resultados, a admiração por ele é de piscar os olhos e suspirar quando ele passa, ele sabe.
Eu tenho uma memória muito boa e gosto de lavar meu cabelos.
Quando criança meus cabelos eram tão alvos quanto minha pele, porém minha antipatia assustava as pessoas, prefiro meu eu de hoje em dia, apesar de às vezes ainda machucar boa parte delas, por não conseguir esconder nenhum pouco da verdade.
Eu continuo a assustar, geralmente me acham estranha, mas estão a me procurar..
Minhas bandas são minhas pelo direito de apropriação que o amor dá.
Posso dizer que Aninha é minha, Marininha, Dimi, Jenny Jen, Frango, irmãozinho, Rafa e todos mais que eu amo são meus, porque eu posso tê-los sempre que eu quiser, na memória e coração, na lembrança do abraço e do sorriso, no primeiro olhar, eu lembro de cada um deles..
Eu tenho lugares eternizados, bem como coleciono os instantes das bolhas de sabão.
Eu tenho flores pra sempre que já morreram a mais tempo que eu.
É fácil dormir quando se morre ou eu penso que deve ser..
As pessoas deviam olhar mais pro céu.
Você viu o céu de hoje?
Estava lindo e eu fotografei, como sempre faço.

2 comentários:

Jenny disse...

"Olhinhus brilhantinosos"

"Viver é bom"

É tão bom me apegar a essa certeza, é tão bom fazer com que alguem possa se apeguar a ela junto comigo.:}

Viver é bom, bom é ser a Ferdi, sempre.

Merci.

Ferdi disse...

Bom é ser a Jenny Jen e como diz seu pai "Bendito os amigos dessa menina", bendita eu.

Viver é ótimo!

:**