domingo, 17 de maio de 2009

Alegrias que não tou mais sentido.

Já vou avisando que não estou no estado de espírito, até porque ninguém leu meus dois últimos e isso me deprime pra burro, como se não bastasse, acabei de, inegavelmente, me apaixonar (coisa que me tira a paz e o humor), até terminei meu namoro por conta disso, ok que era imaginário, mas eu tive que falar "Cacá, não podemos mais, estou apaixonada por outra pessoa" e tudo, mas mesmo assim toda chateada eu preciso escrever, sério.. É que tive o melhor final de semana da minha vida (tirando a parte de ter me apaixonado), foi absolutamente genial! Eu fui pro meu amado curso de filosofia do cinema (que não carrega esse nome, mas o chamo assim pra simplificar), depois vi o Delcolli, mas assim, rapidamente, porque fomos pra lugares diferentes, ele foi pro show do Nasi (e adorou) e eu fui pra casa da Lucy (e amei). Ah, Delcolli é um amigo meu, ele fazia curso de história do cinema comigo, mas a gente não se falava na época, depois começamos a conversar por internet e foi a primeira vez que vi ele pessoalmente desde que viramos amigos. A casa da Lucy, bem, pensem em um lugar que a primeira coisa que o dono da casa fala quando te vê é: Você é linda, maravilhosa, muito bonita mesmo! E depois ele cozinha a comida mais deliciosa do mundo pra você, depois ele conversa com você por horas e horas com uma sinceridade e graça tão grande que te faz chorar, chorar mesmo, de emoção e esperança. Esse é o pai da Lucy e graças a conversa dele consegui ficar feliz e ter uma noite genial, mas isso vem em seguida. As priminhas da Lucy, bem, nós íamos brincar de "stop" e elas quiseram ver meus desenhos, eu estava com um caderno com 45 desenhos e elas fizeram questão de ver e ouvir a detalhada explicação de todos eles, além de terem GOSTADO DOS MEUS DESENHOS, elas são muito boazinhas mesmo, mesmo. Fiz um pra Lê e um pra Lívia, só delas. Depois disso a gente ficou rolando e se amontoando e fazendo cócegas e viramos irmãs de coração, agora eu tenho mais quatro irmãs: Lucy, Lê, Lívia e Laís. Além da Lucy, a mais velha delas tem 9 anos e todas são geniais, além das criaturas mais carinhosas do mundo, sério. Elas precisam conhecer minha família! Aí deu 11:45, fazia parte da virada quatro filmes de terror durante a madrugada, a partir da meia-noite. Ok, o primeiro filme eu assisti sozinha, depois achei o Caio e o Felipe e assistimos o resto juntos. Só o terceiro que a gente não conseguiu porque era a coisa mais chata do mundo e a mesma coisa que o primeiro e coisa e tal, aí saímos pra dar uma volta e o Delcolli é muito mais genial do que eu imaginava, ele é tão.. humano! E divertido e tudo mais, sério. A pena é que a previsão de nos vermos de novo é total indefinida. E moramos na mesma cidade, bem jóia. Mas essa é a vida :D Aí depois dos filmes fomos pra nossas respectivas casas e falamos "amanhã nos vemos no show do vanguart", só que.. eu sou genial e não pensei nem em um ponto de referência. (y) Daí só achei o mesmo no show do Lenine, que, diga-se de passagem foi a coisa mais genial, ele é um máximo e eu o amo. Lenine, casa comigo. Não achei UM torrent do Lenine sequer, fiquei furiosa, nem tenho ele nesse pc, mas essa é a vida parte II. Sem contar que tive coragem de falar com um garotinho genial e tudo e ele foi realmente gentil e receptivo comigo. Olha, eu sei que o texto tá uma droga, avisei que não estava no estado de espírito, mas eu quis partilhar minhas alegrias de final de semana, mesmo sem estar NADA feliz no momento. Aliás estou deprimida pra burro, como diz minha mãe estou sem Deus no coração e vou procurá-lo, sei lá como. Se é que acredito nele ou coisa assim.

4 comentários:

Jenny disse...

A pergunta que não cala: como você consegue se deprimir ao meio de tantas coisas lindas ??? ahhhhh hehehe

Eu que deveria estar de mal com tudo, perdi todas as coisas, não virei irmã de coração de ninguem e não fui em show nenhum, tudo por causa de uma obrigação chata que talvez no fim não sirva pra nada.^^

Mas mesmo assim, ainda estou contente.:)

Eu conheço você e a Luí e as meninas, e já vi o Vanderlei diversas vezes....uma unica vez na vida passei 10 minutos em um papo super rápido com o Delcoli, mas eles aconteceram e isso já vale a pena. :)

Mais feliz ainda me ocorre, eu te fiz conhecer a Lucy, eu te 'recomendei' o Delcoli e saber que eu tenho uma parcela de culpa em todas essas suas alegrias me faz muito bem, mesmo que eu não tenha podido participar delas dessa vez. :)

Mas quem sabe da proxima, a vida ainda é grande e eu não me importo mesmo de passar um bom tempo dela vivendo peripecias com você.

Um beijão feliz.

Jennin

Ferdi disse...

Me apaixonar me deprime e assusta, é isso.

Mas obrigada Jennin, MUITO obrigada por ser um bocado responsável por essas felicidades. (:


Eu torço pra que a gente passe mesmo um bom tempo dividindo alegrias.

Outro, quase feliz. :*

luísa disse...

Pois trate de sentir todas essas alegrias de novo! Elas ainda estão bem vivas dentro de mim. Vai ser difícil não sorrir ao lembrar de você jogando baralho com a minha família, e a Laisinha no seu colo. Ou de você contando pras meninas a real história da Chapéuzinho... Também da Jenn brincando de Stop com a Letícia e com a Lívia, e ensinando as duas a falar inglês.
Me diz se eu preciso de mais alguma coisa pra dizer que sou feliz? Sério, vocês fazem minha vida ficar das sete cores do arco-íris.

Amo-te Ferdinanda!

ps: Eu leio seus textos, todos, mas comento em alguns, apenas. Se te fará sorrir, de hoje em diante, coemnto em todos :)

Ferdi disse...

Ah, essas estarão pra sempre vivas, mesmo que eu vire uma pedra, Lucy, sempre estarão, mas às vezes elas se escondem, você sabe..

Me alegra sim comentários, é bom saber o que vocês, leitores queridos ou não, têm a dizer.. :D

Te amo.